Domingo, 19 de Julho de 2009

Florbela espanta

Andei atrás de ti como uma louca

Sabendo que te queria

e não devia.

Andei atrás de ti como uma louca

Segui-te passo a passo com o olhar

Olhavas para mim e bem sabias

Ardias entranhado no meu corpo

Espraiavas-te, alongando-me a alma

Andei atrás de ti como uma louca

Queria que fosses meu

para todo o sempre

Sabias e até querias que fosse eu

a dar o passo, a estender a mão

Um dia foste embora sem fazer

um breve aceno com o corpo ou o olhar

Hoje voltaste

Passo por ti e sorrio, aliviada

Nada deixaste

Que eu quisesse guardar

Passou tanto tempo

e agora vejo

o tempo que eu perdi

julgando amar

Andei atrás de ti como uma louca

Não vou atrás de mais ninguém andar.

<>

tags:
Publicado por Isabel Sá Lopes às 20:05

Link do Post | Comente Este Post | Adicionar aos Favoritos
|

.Mais sobre Isabel Sá Lopes

.Pesquisar Neste Blog

 

.Recentes Declamações

. Eldorado - Edgar Allan Po...

. Um Sonho Noutro Sonho - E...

. A Vindima

. Dia luminoso, lavado

. Aliviai

. A propósito do Dez de Jun...

. Florbela espanta

. Tiquetaque

. Ondas

. Ladainha

. Mar e Fogo

. Retrato

. Outono

. Amizade

. Estou Cansado

. Dobrada à Moda do Porto

. Viajar

. Eu gosto da cidade.

. Ler, Mãe

.Arquivo

. Julho 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

.Links

.Contador de Visitas

blogs SAPO

.subscrever feeds